quarta-feira, 24 de setembro de 2014

As mudanças climáticas estão nos levando para o fim?


Os países desenvolvidos realizaram no dia 24/09/14 uma conferência na sede da organização das nações unidas (ONU) sobre os impactos das mudanças climáticas no planeta oriundas das emissões de CO² (dióxido de carbono ou gás carbônico) lançadas na atmosfera, desmatamento das florestas, desenvolvimento urbano sem planejamento e entre outros. As mudanças aceleradas no clima muito em função do efeito estufa (já está afetando em ritmo acelerado o nosso meio ambiente), tendo como consequências até a nossa própria existência no futuro. Nesta conferência ficou direcionada a importância de pensar em soluções para discutir e elaborar  possíveis tratados internacionais visando desacelerar os impactos negativos do clima para a próxima conferência, que será há 21ª Conferência do Clima (COP 21) em Paris, marcada para dezembro 2015.

Como vivemos no modelo capitalista, na qual signifca: um sistema econômico em que os meios de produção e distribuição (indústrias) são de propriedade privada e com fins lucrativos, portanto para se lucrar mais precisa produzir mais, com isto as grandes indústrias ou todas usam do artifício da Obsolência Planejada, que é a decisão do produtor de propositadamente desenvolver, fabricar e distribuir um produto para consumo de forma que se torne obsoleto ou não-funcional especificamente para forçar o consumidor a comprar a nova geração do produto. 

Em face ao exposto na produção cada vez mais acelerada as indústrias buscam na nossa natureza a matéria prima para fabricação dos produtos, porém não renovam esses recursos naturais da mesma forma que exploram, com isto há devastação das florestas que impactam no clima, causando a falta de chuvas e consequentemente as secas, com consequências graves na agricultura e reservatórios de água potáveis.

Além da devastação citada de forma breve e reduzida no parágrafo acima o processo de industrialização contribui de forma negativa na emissão de CO² na atmosfera, os estudos apontam que são lançados anualmente 34 bilhões de toneladas de CO², em 2020 podendo ultrapassar 40 bilhões de toneladas, a consequência  dessa ação é o efeito estufa que causa o aumento da temperatura do planeta que interfere drasticamente no clima.  Devido a este aumento para 40 bilhões de toneladas em 2020 cogita-se o aumento na temperatura do planeta em 0,8º C (graus Celsius).

Diante do cenário que estamos vivendo temos que rever nosso sistema atual, que está mais que confirmado que estão caminhando a passos largos para a destruição do planeta, antes que seja tarde demais temos que caminhar para a economia solidária (próximo assunto do meu blog), com a economia solidária os recursos naturais serão bem aproveitados e direcionados, os avanços tecnológicos serão norteados para a exploração consciente e responsável dos recursos naturais e nas formas de diminuição para níveis aceitáveis de liberação de CO² na atmosfera. 

Caro leitor, em face ao tema abordado qual a sua ação e sugestão para revertemos esta triste realidade?



Sugestão de documentário no link abaixo sobre Obsolência planejada: https://www.youtube.com/channel/UC3sExQLFVBZeehkYZykX1Wg